segunda-feira, 30 de novembro de 2015

7 Dicas Utilizando Batatas

As batatas não servem apenas para comer, sabia? São muitas, as utilizações que pode dar a uma batata no seu dia-a-dia. Conheça neste artigo 7 coisas que pode fazer com uma batata.

Retirar os” papos” nos olhos :
Esta é talvez a dica mais conhecida das batatas. Para quem costuma acordar com os olhos inchados e com alguns papos, aplique uma rodela de batata crua sobre cada um dos olhos e repouse durante alguns minutos. Parece mentira mas a batata vai retirar algum do inchaço com que acordou!


Trocar uma lâmpada partida:
Precisa trocar uma lâmpada que se partiu no candeeiro, sobrando apenas o casquilho? Desligue o candeeiro, corte uma batata ao meio e pressione-a no resto da lâmpada que sobrou. Vá rodando com cuidado e desenroscando até remover a lâmpada por completo.


Vidros sem chuva e sem embaciar:
Tem o vidro do seu carro a embaciar ou os limpa pára-brisas avariaram? Corte uma rodela de batata e esfregue-a sobre o vidro. Quase por magia, o vidro não irá embaciar nem as gotas da chuva vão aderir ao vidro! Pode dar jeito algum dia, nunca se sabe!


Limpe talheres de prata:
Não tem um limpa-pratas em casa e gostava de dar um toque especial às suas pratas? Pegue em algumas batatas e coza-as normalmente. Reserve as batatas para alguma refeição e coloque os objectos de prata dentro da água onde foram cozidas as batatas. Deixe repousar durante uma hora. Lave-os de seguida e verá a diferença nas suas pratas

Faça carimbos para si ou para as crianças:
Porque não usar uma simples batata como um carimbo para envelopes de Natal ou para as crianças brincarem? Corte uma batata ao meio no sentido da largura e vá esculpindo um pequeno relevo na batata ou então use um pequeno molde para fazer o relevo para o carimbo. Prepare um pouco de tinta de aguarela e use a imaginação ou divirta-se com os seus filhos.


Faça um teste aos seus filhos:
Mostre aos seus filhos a força da pressão atmosférica, fazendo este pequeno teste. Pegue no meio de uma palhinha de plástico e tente espetá-la numa batata. A palhinha dobra e não consegue introduzi-la na batata. Pegue agora noutra palhinha e tape o orifício de cima com o dedo. Vai ver que consegue introduzir a palhinha na batata sem dificuldade. Isto acontece porque o ar que ficou preso faz pressão contra as paredes da palhinha, tornando-a mais dura. Quanto mais introduz a palhinha na batata, menos espaço existe para o ar e mais dura esta se torna. Interessante não é?


Tirar o sal de um cozinhado:
Sem querer colocou sal a mais na sopa ou em algum cozinhado? Corte algumas batatas em rodelas grossas e com o cozinhado ainda ao lume, deite algumas na panela. Após sensivelmente 10 minutos, o tempo das batatas ficarem cozidas, retire-as e utilize-as, por exemplo, em saladas ou noutro prato. As batatas terão absorvido o excesso de sal e poderá usá-las em qualquer outro prato.


Fonte: dicascaseiras

10 Produtos que Deve Comprar de Marca Branca para Poupar Dinheiro

As marcas brancas revolucionaram a forma como fazemos as compras de supermercado e permitem poupar dinheiro sem comprometer a qualidade dos produtos. Quando comparamos um produto de uma marca conhecida com um produto de marca branca, as diferenças estão muitas vezes apenas no design da embalagem ou no próprio nome e a verdade é que em muitos casos – a começar por estes 10 – a principal diferença que vai notar é na carteira.


Água: Uma das formas mais fáceis de poupar dinheiro em água é consumi-la diretamente da torneira. No entanto, há quem prefira, pelos mais variados motivos, comprar água engarrafada e também aqui é muito fácil poupar dinheiro – basta optar por uma marca branca, poupando assim mais de 50% quando comparada com marcas de renome. Água é água e como existem várias marcas brancas da mesma, é muito fácil provar diversas até descobrir aquela que mais aprecia… e isto sem nunca deixar de poupar.

Cereais: Optar entre uma caixa de cereais de marca branca em detrimento de uma que ostenta o nome de uma marca mais popular pode significar uma poupança entre 25% e 50%. A apresentação e o sabor dos cereais serão iguais, com a diferença de que um é muito mais barato. Não acredita? Da próxima vez que estiver a fazer as compras de supermercado, pegue numa caixa de cereais de marca branca e noutra de marca conhecida e compare os ingredientes do rótulo: iguais!

Sal açúcar e outras especiarias: Será que consegue notar alguma diferença entre o sal, açúcar, orégãos ou pimenta que tem um rótulo de marca branca e aquele que tem um rótulo de uma marca mais conhecida? Pensamos que não, por isso, no que toca a abastecer a despensa com estes ingredientes básicos, não há que pensar duas vezes se quiser poupar dinheiro: escolha a marca branca!



Legumes congelados e enlatados: Saudáveis, práticos e fáceis de preparar, os legumes congelados e enlatados não devem faltar na despensa, nem no congelador e se quer poupar dinheiro, opte por os de marca branca. Foram semeados, cultivados, colhidos e congelados tal e qual os da marca dita superior, mas com uma importante diferença – que no fundo é a única! – são mais baratos!

Produtos de higiene: Tal como com milhares de produtos, também os de higiene são promovidos por diversas marcas brancas e, embora nem todos possam realmente oferecer a qualidade das marcas mais conhecidas, não há nada como experimentar! Por isso, vá testando as marcas brancas de produtos de higiene como pasta e escova de dentes, lenços de papel, sabonetes, gel de banho, papel higiénico… – o mais certo é ter uma agradável surpresa e mais algum dinheiro no bolso!

Medicamentos: Nunca se falou tanto sobre os medicamentos genéricos, ou seja, os de marca branca, e a verdade é que está na altura de começarmos a prestar atenção: porque havemos de gastar dinheiro a mais em medicamentos produzidos por grandes laboratórios farmacêuticos se existe uma alternativa equivalente e mais económica? Medicamentos genéricos: faz bem à saúde física e financeira!

Lixívia é lixívia e se a sua utilidade (que é sempre em quantidades reduzidas) prende-se com a limpeza ou com a adição de um copo da mesma à máquina de lavar roupa, acredita que uma lixívia de marca superior irá influenciar significativamente o resultado final? Sabe quanto vai poupar se optar por uma lixivia de marca branca? Entre 50% e 60%! Vale a pena não vale?

Produtos de limpeza: Tal como a lixivia, também os produtos de limpeza podem ser de marca branca – afinal de contas, será que os produtos das ditas marcas superiores limpam melhor que aqueles sem marca? Mais uma vez, se tiver dúvidas, compare os rótulos de ambas as marcas para conferir que as propriedades de limpeza são praticamente iguais ou então teste em casa, na prática. Se quiser poupar ainda mais dinheiro, confecione os seus próprios produtos de limpeza.

Pilhas: Estudos recentes concluíram que, embora as pilhas de marcas de renome durem efetivamente mais tempo do que as pilhas de marca branca, o seu preço elevado não compensa que se escolham as primeiras. Pode assim adicionar as pilhas de marca branca à sua lista de compras e poupar assim mais dinheiro!

Combustível: Com a escalada de preços nos postos de abastecimento de combustível, este é outro produto onde é possível poupar algum dinheiro – basta optar pela marca branca, em detrimento das grandes marcas gasolineiras. Poupe dinheiro em combustível: o seu carro dificilmente notará a diferença, mas a sua carteira vai notá-la com certeza!



Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!
Fonte: saberpoupar


Como Prevenir Gripes e Constipações

Já estamos no outono e é a época ideal para "apanhar" as primeiras constipações. As nossas dicas para prevenir e combater gripes e constipações baseiam-se na melhoria das nossas defesas, numa alimentação cuidada e, no fundo, em favorecer a nossa saúde através de todas as formas possíveis.

Porque nos constipamos? Como podemos evitar uma gripe?

 Os responsáveis são os vírus, que “viajam” sobretudo pelo ar, através das mucosas e das partículas originadas com o falar, tossir ou espirrar. O cansaço, a ansiedade, assim como a asma e as alergias, em conjunto com a predisposição do nosso sistema imunológico, fazem com que o organismo fique mais sensível.
É claro que as mudanças na temperatura, o frio e outras circunstâncias do outono e inverno também fazem com que fiquemos doentes com mais facilidade. A propensão às constipações está diretamente relacionada com o sistema imunológico e o estado dos nossos tecidos. Sim, os tecidos, se forem muito sobrecarregados,  intoxicados e entupidos, serão mais facilmente afetados pelos ataques dos vírus e bactérias.
E surge então a pergunta de um milhão de pessoas: é possível prevenir constipações e gripes? Se há gente que nunca adoece, é porque sim! Mas, porquê? Provavelmente porque existe um organismo saudável, bem alimentado e limpo, por dentro e por fora, que se defende melhor dos vírus do que outros.



Como evitar os vírus?
Com higiene
  • Lave as mãos depois de espirrar.
  • Deite os lenços de papel no lixo depois de os usar.
  • Utilize desinfetantes

    Protegendo o organismo

    • Com uma dieta saudável, completa e natural, com alimentos frescos e integrais.
    • Evite produtos processados e refinados, assim como os principais produtores de muco, como os lacticínios, o trigo, o açúcar.
    • Escolha alimentos ricos em água e micronutrientes que a ajudem a limpar o organismo, como verduras, algas, cereais integrais.
    • Cozinhe o mais saudavelmente possível: ao vapor, salteado e evite fritos e gratinados.

    Alimentando as defensas com

    • Vitamina C e equinácea em extrato ou comprimidos.
    • Antibióticos naturais crus: como o alho, a cebola, o gengibre, o alecrim, o limão e o morango.
    • Limão: limpa o sistema linfático. Um sumo de limão a cada manhã é um excelente preventivo (beba com uma palhinha para não danificar o esmalte dos dentes).
    • Própolis: pelas suas propriedades antimicrobianas.
    • Tomilho: pela mesma razão, as suas propriedades antissépticas são excelentes em todo o processo de gripe ou constipação.
    • O exercício físico e a sauna são também estimulantes do sistema de defesa.

    Aliviar os sintomas

    O congestionamento nasal, a tosse, a irritação da garganta, a febre, a mucosidade e as dores musculares e de cabeça são difíceis de suportar. Para aliviar os sintomas:
    • Tape-se e durma bem.
    • Beba infusões de plantas medicinais com sumo de limão e mel.
    • Tome banhos quentes de eucalipto, lavanda, zimbro, manjericão e menta.
    • Beba uma infusão de raiz de gengibre fresca pois é expetorante e limpa as fossas nasais.
    • Para atenuar os calafrios prepare um sumo de laranja, adicionando um pau de canela, água quente e mel.
    • Prepare um chá quente com folhas de plantas antissépticas para a garganta e pulmões, como o tomilho. Coe o chá e adicione duas colheres de vinagre de cidra, mel e limão.

    Fonte: paramim

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Erros que Deve Evitar ao Comprar Carro

Comprar carro não deve ser uma decisão precipitada. Conheça 4 erros a evitar ao comprar carro se não quer arrepender-se do negócio.

Não comparar preços

Se tem um carro em vista, não compre o primeiro que lhe apareça. Este é um dos principais erros a evitar. Seja para comprar novo ou usado, peça opiniões, consulte especialistas e compare os preços da viatura noutros locais. Se vai recorrer ao crédito, compare também as condições que lhe oferecem ou eventuais ofertas.

Não calcular todas as despesas

O custo do carro não é a única despesa que terá com a aquisição. Evite o erro de fazer apenas contas ao montante do preço de venda. Se vai usar o carro diariamente, calcule quanto gastará em seguro e combustível antes de optar por uma viatura. Peça simulações a companhias de seguros antes de formalizar a compra.

Poderá também gostar de:




Não pensar nas necessidades

Porque comprar carro é um investimento considerável, evite o erro de escolher apenas emocionalmente ou deixar-se levar pela publicidade à marca ou a modelo em particular.Não cometa o erro de esquecer as suas necessidades – familiares ou profissionais – na hora de escolher a viatura. Se pensa vir a ter filhos, evite o erro de comprar uma viatura comercial. Se trabalha muito longe de casa, evite o erro de comprar um carro movido a gasolina.

Dar o carro à troca

Quando já se tem carro e se compra um novo, dar a viatura usada à troca é uma das ações mais comuns. Mas pode revelar-se um grande erro, já que o stand pode subvalorizar o automóvel para ter maior margem de lucro numa futura venda. Pesquise primeiro, leve-o a alguns stands e peça avaliações da viatura antiga para não ficar a perder financeiramente. Pode ganhar mais em vendê-lo diretamente em vez de dar à troca.

Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

Na hora de comprar carro, pense ainda se vale a pena investir num novo.

Afinal, Devemos ou Não Beber Leite?

Os benefícios do consumo de leite por adultos deixaram de ser consensuais entre os especialistas, havendo quem sublinhe os dados científicos que comprovam que há também malefícios associados à ingestão deste produto.
"Contrariamente ao que foi apregoado durante muitos anos, as evidências científicas têm vindo a confirmar que, realmente, também existem malefícios associados à ingestão de leite", explicou à agência Lusa o nutricionista Nuno Velho Cabral.

Este especialista defende por isso que os adultos devem moderar a ingestão de leite, uma vez que essas evidências científicas associam o seu consumo a problemas de saúde, como doenças coronárias.

O nutricionista salvaguarda, contudo, que os malefícios apontados são proporcionais à quantidade de leite ingerida e que não é certamente por um adulto saudável ingerir um copo de leite por dia que irá prejudicar, à partida, a sua saúde.

"O leite era visto como um alimento algo completo, fonte de proteína, de algumas vitaminas e de cálcio, mas hoje existem muitos outros alimentos com teor de cálcio igualmente elevado como os brócolos, as ameixas, espinafres cozidos ou a sardinha", explicou.

O nutricionista açoriano contextualiza que o leite surgiu sempre como um bom instrumento para tentar suprir algumas das necessidades em meios subdesenvolvidos e aponta que há também muitos interesses económicos na área da alimentação, como é o caso da indústria dos lacticínios, que incentivam o seu consumo..


Veja também:


Mitos Frequentes Sobre Depilação com Lâmina


"Ao contrário do que durante anos e anos se tem vindo a dizer, que o leite é muito rico em cálcio e previne a osteoporose, o que se sabe hoje em dia é que o nosso corpo tem uma necessidade extrema de deslocar parte do cálcio que já existe nos nossos ossos para ir neutralizar a acidez do estômago provocada por este alimento", declara.


Sublinhando que esta questão vai muito além da intolerância à lactose, Nuno Velho Cabral refere que as novas gerações fazem hoje outras opções quando procuram os profissionais para se aconselharem, com base na internet ou revistas da especialidade.

O especialista em nutrição exemplifica que hoje está na moda as sementes de chia, que são o elemento que se conhece atualmente com o teor mais elevado de cálcio que existe no planeta e que facilmente se pode inserir na alimentação com um iogurte, uma sopa ou uma salada.
"Neste momento, as pessoas cada vez mais procuraram outras opções, incluindo substituir leite por outras bebidas de arroz ou amêndoa, ou ainda à base de soja. Sem sombra de dúvida que pode-se fazer uma alimentação equilibrada sem prejudicar a nossa saúde, não bebendo leite", afirma o nutricionista.

Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), o consumo de leite e produtos lácteos per capita no país teve uma quebra, embora pouco acentuada, entre 2009 e 2013.

Enquanto em 2009 cada português consumia 85,2 quilos de leite, em 2013, últimos dados conhecidos, este valor era de 79,8 quilos.





quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Ainda Não Mudou para o Mercado Livre de Energia? Saiba o que Fazer.

O prazo para os consumidores mudarem os seus contratos de gás e de eletricidade foi alargado. Saiba como fazer esta alteração.

Ainda não mudei para o mercado liberalizado de energia. O que fazer?
Se ainda não mudou para o mercado liberalizado de energia, não se preocupe pois tem mais tempo para proceder à escolha de um novo fornecedor. Recorde-se que o prazo inicial para os consumidores transferirem os seus contratos de energia (eletricidade e gás) do mercado regulado para o mercado livre terminava no final de 2015. No entanto, recentemente o Secretário Estado da Energia, em declarações ao Diário Económico, anunciou o prolongamento do prazo até pelo menos 2017 para as famílias fazerem esta transição.

Ao contrário do que acontece no mercado liberalizado – em que os preços da eletricidade e do gás são definidos livremente por cada empresa distribuidora – no mercado regulado os preços são definidos pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), através da atualização trimestral da chamada tarifa transitória.

No entanto, se ainda não mudou para o mercado liberalizado fique a saber que poderá estar a pagar mais euros pela sua fatura energética do que se já tivesse feito a migração para o mercado liberalizado. Isto porque para incentivar os consumidores a fazerem a mudança, as tarifas transitórias podem ser agravadas ao longo do tempo. Por isso mesmo, e para evitar que a sua fatura energética aumente é fundamental que comece a preparar a mudança de operador. Os números de final de 2014 mostram que mais de 825 mil consumidores já tinham mudado de fornecedor de gás, enquanto que o mercado liberalizado de eletricidade já cativou mais de 3,5 milhões de clientes.

Para saber qual é a empresa comercializadora com o melhor tarifário para o seu caso específico deverá consultar este simulador disponível no site da ERSE e visualizar a lista dos comercializadores de energia do mercado livre. Antes de celebrar um contrato com o novo fornecedor é importante estar atento a alguns pormenores tais como: os preços praticados, saber se os preços anunciados estão (ou não) ao abrigo de uma campanha promocional, qual o período de fidelização e as respetivas condições, quais as penalizações em que incorre pela denúncia antecipada do contrato e como funcionam outros serviços associados como, por exemplo, a assistência técnica. Será o comercializador com quem celebrar o novo contrato que efetuará tudo o que é necessário na mudança de comercializador. Um ponto importante: Este processo de mudança é gratuito e não tem custos para o consumidor.


Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

Como Tirar Riscos dos Óculos

Os óculos principalmente os de sol, têm riscos nas lentes, porque muitas das vezes estão no saco sem a respectiva bolsa, ou colocados na cabeça… enfim são  um pouco mal tratados e , existe uma dica para remediar esse tipo de situação.
Basta colocar cinza de um cigarro em cima das lentes riscadas e com a ajuda de um algodão esfregar devagarinho. Passar por água e limpar com um pano próprio para  óculos.
O resultado é fantástico!
Convém salientar que deve deixar arrefecer um pouco a cinza. Não precisa de começar a fumar, basta trazer um pouco do cinzeiro da esplanada, quando for beber um café.



Fonte: .baudasideias

Como Aquecer a Casa Sem Gastar Muito Dinheiro

Durante os meses mais frios do ano a procura por formas de aquecimento da casa aumenta. No entanto, o dilema está em conseguir aquecer a casa sem gastar muito dinheiro, de forma a rentabilizar o investimento efetuado no equipamento de climatização.

Equipamento para aquecer a casa
Um dos principais problemas das habitações em Portugal é a falta de aquecimento e as falhas ao nível da construção e isolamento.
Em consequência, é necessário fazer um grande investimento para conseguir aquecer a casa, seja na instalação de equipamento de climatização como ar condicionado, aquecimento central, recuperador de calor ou bomba de calor.
Existem formas mais baratas de aquecimento, mas que em contrapartida aquecem apenas uma determinada zona da casa e, em alguns casos, podem fazer mais ruído ou produzir fumo ou sujidade, nomeadamente salamandras, lareiras, aquecedores a gás ou ventiladores.


Poupar na conta de eletricidade ou gás

Para conseguir poupar na conta de eletricidade ou gás, deve isolar de maneira eficaz a casa, de forma a evitar os desperdícios energéticos e aumentar a eficiência energética dos equipamentos que tem ao seu dispor.

Da mesma forma deve rentabilizar os recursos energéticos naturais, como por exemplo, aproveitar ao máximo a luz solar para aquecer a casa.

Como isolar a casa

Portas e janelas

  • Abra persianas e cortinas durante o dia para permitir a entrada do máximo de luz nas divisões. Ao final do dia, quando a luz diminuir, feche as persianas.
  • Verifique o isolamento das janelas e, se necessário, coloque barras de isolamento ou tiras de calafetagem para prevenir a entrada de frio e saída de calor na divisão.
  • Isole as portas exteriores, instalando réguas veda portas na parte inferior das portas.

Ventilação

  • No inverno, a ventilação da habitação é essencial. Aproveite os dias de sol e de pouca humidade, para abrir as janelas e ventilar bem todas as divisões.

Radiadores

  • Rentabilize o calor produzido pelos radiadores elétricos ou de aquecimento central, colocando uma película refletora de calor entre o radiador e a parede, de forma a evitar os desperdícios de calor.

Feche as divisões que estão vazias

  • Feche as divisões que estão vazias ou às quais não acede com frequência (ex:sotão, cave, despensa).

Coloque tapetes no pavimento

  • Coloque tapetes no chão, especialmente no quarto e sala. O conforto proporcionado por esta mudança será evidente.
Fonte: online24

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Tem a Mania das Limpezas? Veja Estas Dicas

Sabe de quantas em quantas utilizações deve lavar o soutien? E o telefone? E as almofadas? Encontre aqui as respostas a estas e outras dúvidas

Toda a gente sabe que é necessário lavar roupa e alguns objetos pessoais por uma questão de higiene, mas quantas vezes se deve fazer? E quando é que é recomendado repetir? O Daily Mail consultou um microbiologista, um especialista em roupa interior e designers de roupa para responder a estas perguntas.

Telefones - todos os diasEstudos revelaram que tocamos nos nossos telefones 150 vezes por dia e cientistas americanos descobriram 7,000 tipos de bactérias em 51 amostras de telefone. Apesar da maioria ser inofensivo, algumas não são, podendo mesmo causar infecções patogénicas. Especialistas alertaram para a multiplicação das bactérias quando o telefone sobreaquece e aconselham a sua limpeza diariamente, com um toalhete anti-bacteriano.

Lençóis - uma vez por semanaNuma noite comum largarmos milhões de células cutâneas e um litro de suor, o que atrai ácaros. Estes, apesar de inofensivos, largam excrementos, o que poderá causar comichões oculares, inflamações no nariz e asma. Para evitar que isto aconteça, é necessário lavar os lençóis semanalmente, contrariamente ao que muita gente faz. Especialistas recomendam ainda que sejam lavados a 60 graus e secos à luz do sol, para matar as bactérias, e passar um ferro a 200 graus nas fronhas, para eliminar qualquer resíduo.

Almofadas - a cada três mesesO interior da almofada funciona como uma esponja, acumula o suor e torna-se num ambiente perfeito para o desenvolvimento de bactérias e ácaros. Alguns médicos revelaram que um terço do peso da almofada deve-se a insetos, pele morta, ácaros e as suas fezes, contendo cerca de 16 espécies de fungos. Especialistas aconselham que se lavem a cada 3 meses e a 60 graus para eliminar todas as bactérias.




Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

Colchões - a cada seis meses
Calma, não é preciso lavá-lo literalmente, basta aspirar ou vaporizá-lo e depois metê-lo a arejar. A razão é semelhante às anteriores: fezes de ácaros que causam alergias e asma, fungos e mofo que podem causar reações alérgicas e outros tipos de bactérias que poderão chegar mesmo a causar febre e diarreia.

Calças de ganga - a cada cinco utilizações
Donna Ida, designer de calças de ganga afirmou que lavá-las a cada cinco utilizações preserva a sua cor e fibras e que lavagens mais frequentes irão rapidamente envelhecer a ganga. O ideal é lavar na função fria, virá-las ao contrário e deixá-las a secar ao ar livre.

Soutiens - a cada duas utilizações"A dobra no peito e a área por baixo dos braços é um ambiente quente e suado. Limpar após duas utilizações, talvez três, é o ideal", afirma Kelly Dunmore, especialista de lingerie. O ideal é evitar lavar na máquina, que estraga a elasticidade e diminui a sua 'vida útil', e fazê-lo à mão, deixando-o secar à temperatura ambiente.

Veja também:

Como Usar Bicarbonato para a sua Beleza


Pijamas - a cada duas utilizaçõesKelly Dunmore alerta novamente para a importância de se manter fresco e limpo na sua cama, lavando os pijamas após duas utilizações. "As partes de cima aguentam um pouco mais", acrescenta.

Toalhas de cozinha - a cada utilizaçãoPanos de pratos e de cozinha são a maior fonte de contaminação bacteriana na sua cozinha, estando "cheios de micro-organismos perigosos", afirma Laura Bowater, microbiologista. Laura alertou para o fato de E.coli e outras bactérias se dividirem a cada 40 minutos à temperatura ambiente, sendo por isso necessário lavar os panos utilizados para os pratos em cada utilização, igualmente a 60 graus. Os panos de cozinha são ainda piores pois são usados para limpar comida crua. A melhor maneira de os manter limpos é fervê-los numa panela durante 5 minutos e depois em lixívia diluída.

Carteiras - todas as semanasOs mais diversos tipos de bactéria podem ser encontrados em qualquer sítio público. Mesmo que se lave frequentemente as mãos, estão sempre a ser novamente contaminadas quando se paga o almoço ou se pousa a carteira em qualquer lado. O ideal para evitar esta propaganda é limpar as carteiras com toalhetes desinfectantes ou, em alguns casos, lavar na máquina.

Malas - todas as semanasOs sítios mais propícios a ficarem sujos são as pegas e a parte de baixo da mala porque, sejamos sinceros, são pousadas em todo o lado durante o dia. Num ambiente propício à acumulação de micróbios que poderão mesmo chegar a causar infecções, o ideal é limpá-las semanalmente com um toalhete desinfectante. Se for de pele, faça o teste num canto primeiro.




visao

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Seis Dicas para ter uma Alimentação ‘Low Cost’ Saudável


Faça as contas e veja como pode poupar, comendo melhor.

É possível fazer uma alimentação saudável gastando pouco dinheiro? Sim. A resposta a esta questão é dada em uníssono por todos os especialistas na matéria, da Direção Geral de Saúde (DGS) à Ordem dos Nutricionistas, passando pelo Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável e pela Deco. No entanto, e apesar das várias campanhas de sensibilização lançadas para provar que é mais económico consumir alimentos que fazem bem à saúde, a verdade é que continua a existir uma relação direta entre a crise e o aumento dos casos de obesidade.

De acordo com o estudo “Portugal: Alimentação Saudável em Números 2013″, divulgado pela DGS, quase três em cada dez pessoas assumiram ter deixado de consumir alimentos considerados essenciais por dificuldades económicas, nos últimos três anos. Na apresentação do estudo, Pedro Graça, coordenador do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, sublinhou que os dados recolhidos mostram que quando o rendimento familiar diminui, a obesidade tende a aumentar na mesma proporção.Este fenómeno pode ser explicado pelo facto dos alimentos ricos em calorias e pobres em nutrientes serem também os mais baratos. Conclusão: o mesmo estudo revelou que a obesidade atinge cerca de um milhão de adultos em Portugal, com 3,5 milhões pré-obesos.

Para tentar reverter esta situação têm surgido nos últimos anos campanhas de sensibilização como “Comer Bem é Mais Barato”, da Ordem dos Nutricionistas e da Deco, e mais recentemente o manual “Alimentação Inteligente – coma melhor, poupe mais”, divulgado pela Direção Geral da Saúde, com dicas práticas para uma alimentação saudável ‘low cost’, desde as compras, ao planeamento das refeições, confeção e conservação dos alimentos.

Faça as contas e veja como pode poupar, comendo melhor. Siga as melhores dicas do manual “Alimentação Inteligente – coma melhor, poupe mais” e da revista Prevenir para uma alimentação saudável e ao mesmo tempo económica.






1. Evite comer “lixo alimentar”
O guia da DGS sublinha que, apesar de não existirem proibições, “é aconselhável restringir o consumo de alimentos com uma elevada quantidade de gordura e/ou açúcar”. Evite ou deixe apenas para dias de festa as tentações com um elevado valor energético (calórico) e baixo valor nutricional: refrigerantes, salgados, batatas fritas, bolos, folhados, entre outros.
Faça as contas:
Ao trocar bolos e bolachas por ‘snacks’ saudáveis como legumes crus (cenouras em palitos ou tomate cereja), frutos secos e bolachas em creme ou açúcar, poderá poupar até 10 euros por mês.

2. Comece o dia com um pequeno-almoço “bom e barato”

A regra é conhecida e obrigatória tanto para crianças como para adultos: nunca sair de casa sem tomar o pequeno-almoço, um ritual importante para ter energia para enfrentar o dia na escola ou no trabalho. E lembre-se: a poupança de tempo que pensa estar a fazer ao sair de casa em jejum, será depois agravada ao pagar mais por uma refeição mais cara e mais calórica. 
Faça as contas:
Opção saudável – 250 ml de leite meio gordo + 1 pão com manteiga = 0,30€
Ao fim de um mês – 9€

Opção menos saudável – Meia de leite (100ml de leite) + 1 bolo = 1,75€
Ao fim de um mês – 52,5€

3. Prepare opções saudáveis para as refeições na escola (e no trabalho)

Se já tem por hábito preparar a mochila dos seus filhos com lanches saudáveis para meio da manhã e para a tarde, porque não passar a fazê-lo também para si? As marmitas estão na moda e certamente encontrará companhia no escritório para desfrutar os seus almoços e lanches trazidos de casa. De acordo com o manual, “um lanche constituído por produtos açucarados e ricos em gordura pode custar mais do dobro de uma merenda nutricionalmente adequada”.
Faça as contas:
Lanche saudável: 1 pacote de leite meio gordo simples + 1 pão de mistura com fiambre = 0,44€
Lanche não saudável: 1 refrigerante + 1 bolo = 0,95€

4. Promova a sopa e a fruta a rainhas da refeição

A sopa é um dos alimentos mais ricos em nutrientes e mais pobres em calorias, sendo também um dos mais económicos de preparar. A fruta, por seu lado, é uma excelente sobremesa, ou ‘snack’ entre refeições. A dose diária recomendada passa pelo consumo de sopa no início das refeições principais e três peças de fruta. Prefira sempre os produtos da época e tenha atenção ao custo acrescido dos hortícolas congelados e pré-preparados.
Faça as contas:
Sopa (almoço e jantar) = 0,32€
Pera = 0,35€
Banana = 0,15€
Laranja = 0,39€
Total = 1,21€

Dica: Se trocar os frutos exóticos por frutos portugueses da época, e optar pelos legumes avulso, em vez dos embalados, poderá poupar até 65 euros por mês.

Legumes frescos vs congelados/embalados
Cenoura fresca (1kg) – 0,79€ vs Cenoura baby ultracongelada (750 gr.) – 1,11€
Alface (475gr.) – 1,42€ vs Alface embalada (300gr.) – 2,29€

5. Alimentação saudável com a dieta mediterrânica

Praticada em Portugal desde tempos longínquos, a dieta mediterrânica foi já considerada como um dos padrões alimentares mais saudáveis do mundo: “Uma cozinha simples onde predominavam as sopas, os ensopados e as caldeiradas, reservando para os dias de festa uma culinária mais rica e elaborada assim como iguarias mais caras e também mais ricas em açúcar, gordura e calorias”, refere o guia da alimentação saudável.
Faça as contas:
Proteínas
Se reduzir o consumo de carne e optar por leguminosas ou soja, e se consumir peixes como sardinha, cavala, carapau ou peixe-gato, em vez de salmão, poderá poupar até 45 euros por mês. Fique a saber também que é mais barato comprar um frango ou um peixe inteiros, em vez de por partes ou às postas. Evite comprar fiambre e outros produtos de charcutaria já fatiados e embalados. Peça para fatiar ao balcão.

Hidratos de carbono
Basta uma mudança nos hábitos alimentares (arroz e massa integrais, pão do dia em vez de pão de forma embalado, flocos de aveia em vez de cereais de pequeno-almoço), para poupar cerca de 10 euros por mêsPrefira arroz e massa “simples” – 1 kg de arroz Basmati (2,29€) custa mais do dobro do que 1kg de arroz agulha (1,08€).

Leite e derivados
Compre embalagens maiores (1lt ou 1,5lt), porque são mais baratas do que os pacotes individuais (200ml). Os iogurtes facilitam a absorção do cálcio, mas são mais caros, por isso compre ‘packs’ com maior quantidade. Evite comprar queijo já fatiado e embalado. Se comprar inteiro ou já fatiado ao balcão pode poupar cerca de 2 euros por quilo.

Exemplo:
Leite UHT Meio Gordo (1lt) – 0,52€
Leite UHT Meio Gordo (3×200 ml) – 0,72€
Queijo Flamengo Barra (250gr.) – 1,25€
Queijo Flamengo Fatias (275gr.) – 1,99€

6 – Escolha a água como bebida de eleição

Tem sede? Beba água, sempre, de preferência cerca de 1,5 a dois litros por dia. “A ingestão de água deve ser regular ao longo do dia, em pequenas quantidades de cada vez e frequentemente”, recomenda o manual da DGS. Lembre-se que os refrigerantes e outras bebidas açucaradas são muito mais caros do que a água e são desprovidos de nutrientes e ricos em açúcar.
Faça as contas:
Se trocar água engarrafada por água da torneira e ‘ice tea’ pré-preparado por chá frio feito com saquetas de chá e sem açúcar adicionado irá poupar cerca de 25 euros por mês.



quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Como Limpar Vidros e Espelhos com Detergente Caseiro

Para limpar muito bem vidros e espelhos faça o seguinte :
Encher um borrifador até a metade com agua e a outra metade com vinagre branco e álcool em partes iguais.
Acrescentar 1 gota de detergente para lavar pratos, fechar e sacudir para misturar.
Na hora de lavar os vidros/espelhos , borrife e  limpe e de seguida passe com um jornal para secar bem.
Os vidros e espelhos vão brilhar
Os vidros e espelhos vão brilhar


Fonte: baudasideias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...