terça-feira, 29 de julho de 2014

Receitas para Prolongar a Vida de Alguns Bens lá em Casa


Já diz a sabedoria popular que no poupar é que está o ganho. E no momento em que os portugueses procuram formas de fazer durar o salário até ao final do mês, todas as dicas para prolongar a vida dos bens lá em casa - roupa, electrodomésticos e até alimentos - podem ser úteis.
Coloque as velas no congelador
Sabia que se colocar velas no congelador 24 horas antes da sua utilização elas duram mais tempo? O congelador endurece a cera tornando o processo de queima das velas mais lento.
Junte vodka ao ramo de flores 
A vodka ajuda a controlar as bactérias e, com isso, a água do vaso das flores dura mais tempo. Se não tiver vodka use lixívia como alternativa. Há quem recomende juntar um pouco de açúcar à água, servindo de alimento para as plantas.
Separe as bananas do cacho
Pode não ficar tão bonito na fruteira, mas se separar as bananas do cacho elas duram mais tempo. No cacho duram entre 5-7 dias. Se separar a vida das bananas duplica, durando entre 14-17 dias.
Guarde cebolas em sacos de papel com furos
A recomendação aplica-se igualmente aos alhos ou chalotas. Mantêm-se frescos durante três meses.
Sabia que se adicionar uma solução salina (soro fisiológico ou solução para lentes de contacto) no rimel faz que com não seque tão facilmente podendo usá-lo durante mais tempo? E que pode recuperar aquele verniz que tanto gosta (e que está mesmo no fim) se adicionar um pouco de diluente de verniz, produto que torna o verniz mais líquido? Mais. Que se aplicar vinagre nas unhas antes de colocar o verniz, a sua manicure dura mais de duas semanas?
Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

Fonte: dinheirovivo

domingo, 27 de julho de 2014

Tabela ISV 2014 – Imposto Sobre Veículos

Aceda à tabela completa com o ISV 2014. Saiba quanto dinheiro vai pagar de Imposto Sobre Veículos em 2014, na aquisição de carro novo!

O Imposto Sobre Veículos (ISV) é um imposto pago uma única vez, que incide sobre a primeira matriculação do seu veículo em Portugal. Os veículos que pagam o ISV são os automóveis e as motos, que é pago no momento de compra de um novo automóvel ou na legalização de um veículo importado, quer seja usado ou não. Este imposto não deve ser confundido com o IUC, que é pago anualmente no mês de registo da matrícula. Continue lendo para aceder à tabela do ISV 2014 com todos os preços.


Imposto Sobre Veículos 2014

Na tabela A são apresentados os valores do Imposto Sobre Veículos, para automóveis novos ligeiros de passageiros e importados usados, e ainda para automóveis ligeiro de utilização mista e de mercadorias. A tabela é composta pela componente cilindrada e pela componente ambiental. O valor total do imposto corresponde à soma do resultado das duas tabelas.

COMPONENTE CILINDRADA (TABELA A)
ESCALÃO CILINDRADA (CM3)TAXA POR CM3PARCELA A ABATER (SUBTRAIR AO RESULTADO DA MULTIPLICAÇÃO)
Até 1250cm30,97€718,98€
Mais de 1250cm34,56€5.212,59€

COMPONENTE AMBIENTAL (TABELA A)

ESCALÃO CO2 (G/KM)TAXA POR G/KMPARCELA A ABATER (SUBTRAIR AO RESULTADO DA MULTIPLICAÇÃO)
Gasolina
Até 115g/km4,03€378,98€
De 116 a 145g/km36,81€4.156,95€
De 146 a 175g/km42,72€5.010,87€
De 176 a 195g/km108,59€16.550,52€
Mais de 195g/km143,39€23.321,94€
Gasóleo
Até 95g/km19,39€1.540,30€
De 96 a 120g/km55,49€5.023,11€
De 121 a 140g/km123,06€13.245,34€
De 141 a 160g/km136,85€15.227,57€
Mais de 160g/km187,97€23.434,67€
No caso dos veículos a gasóleo, existe um agravamento de 500€+IVA para todos os veículos que emitam 0,003g/hm ou mais de partículas CO2. Os únicos veículos que cumprem o requisito vêm equipados com filtro de partículas (DPF ou FP). É possível obter esta informação junto do seu fabricante ou num vendedor da marca. Este agravamento também é adicionado ao valor do imposto a pagar, quando não existe informação oficial sobre o valor de emissões de partículas na sua ficha de homologação técnica.




Os veículos importados usados têm um desconto de acordo com a idade da primeira matrícula do carro, no momento em que foi adquirido como novo no stand – 0km. Esta percentagem indica o total de imposto a pagar.


DESCONTO VEÍCULOS IMPORTADOS USADOS

IDADE DO CARROPERCENTAGEM DE REDUÇÃO
Mais de 1 a 2 anos20%
Mais de 2 a 3 anos28%
Mais de 3 a 4 anos35%
Mais de 4 a 5 anos43%
Mais de 5 anos52%

COMPONENTE CILINDRADA (TABELA B) – OUTROS VEÍCULOS

ESCALÃO CILINDRADA (CM3)TAXA POR CM3PARCELA A ABATER (SUBTRAIR AO RESULTADO DA MULTIPLICAÇÃO)
Até 1250cm34,34€2.799,66€
Mais de 1250cm310,26€10.200,16€

COMPONENTE CILINDRADA (TABELA C) – MOTOCICLOS, TRICICLOS E QUADRICICLOS

ESCALÃO CILINDRADA (CM3)TAXA ÚNICA
De 120cm3 até 250cm360,00€
De 251cm3 até 350cm375,00€
De 351cm3 até 500cm3100,00€
De 501cm3 até 750cm3150,00€
Mais de 750cm3200,00€





Poderá também gostar de:

Como Calcular o Imposto Único de Circulação em 2014

Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

Fonte: siteautomovel

Como Economizar Internet no Telemóvel

Muitas vezes deparmo-nos com surpresas mensais no que respeita ao uso da Internet 3G nos nossos aplicativos.
Por isso, caso ainda não tenha pensado muito sobre o assunto, fique a saber como economizar a Internet 3G, evitando surpresas de maior na conta.

Dicas de poupança

De facto, tanto os planos pré como os pós-pagos são cada vez mais comuns. Muitos destes planos oferecem apenas cerca de 100MB de navegação, pelo que muitas pessoas já terão tido algumas surpresas na conta no final do mês, ou mesmo tendo ficado sem créditos de um dia para o outro. Todas as operadoras cobram um valor certo por cada megabyte que exceda os 100 previstos.
 Assim, para evitar essas surpresas e mesmo conseguir economizar a Internet 3G, conheça algumas dicas e ponha-as em prática.
Se é daquelas pessoas que acede muitas vezes à Internet através do seu telemóvel, por exemplo, o mais recomendável é usar um navegador específico, por exemplo o Opera Mini, que comprime os dados que recebe e envia para a Web pelo que vai consumir menos megabytes de Internet. Além disto, aperceba-se como o próprio navegador também vai carregar páginas com maior rapidez.
  • Outra questão, e que não se pode esquecer, é a de desligar a Internet sempre que não a estiver a utilizar. Para economizar a Internet 3G deverá mesmo desativar o seu 3G pois, mesmo e espera, os aplicativos do telemóvel ou tablet estarão sincronizados nas redes sociais, emails e outros, pelo que cada pessoa vai acabar por subaproveitar o seu plano de dados. Para desativar o 3G no sistema Android, por exemplo, basta carregar no botão que desliga o aparelho e selecionar a opçao referente à Internet.
  • Tenha em conta os dados em segundo plano. Estes são alguns dos grandes culpados do consumo de dados, e são os serviços como geolocalização (Google Earth ou Instagram), pois continuam a usar o 3G, mesmo quando o telemóvel está em espera (a menos que desligue a internet do aparelho). Para gerir, capacitar ou mesmo desativar os dados em segundo plano, bastará ir a Configurações – Contas e Sincronização e marcar a opção que deseja.
  • Deverá usar Wi-Fi sempre que puder, ou seja, ligar-se a uma rede Wi-Fi. Muitos restaurantes, empresas e locais públicos oferecem internet sem fios, pelo que só há que aproveitar. Mas lembre-se que não é de recomendar a utilização de aplicativos bancários ou fazer qualquer tipo de transação financeira numa rede aberta. Assim, se tiver de o fazer, então sim, use o 3G.
  • Aproveite os aplicativos que encontra, por exemplo, no Google Play. Poderá encontrar vários aplicativos gratuitos que ajudam na monitorização e economizar Internet 3G no seu aparelho. Para quem não conhece, por exemplo, o Onavo mede a quantidade de dados enviados para a Web, mostrando qual é o app que mais consumo de 3G faz.
  • Por fim, só para relembrar que aplicativos musicais e de video como o TuneIn Radio ou o Youtubesão os campeões de consumo de internet nos aparelhos móveis.

Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!
Fonte: comofazer

sábado, 26 de julho de 2014

Como Cortar Garrafas de Vidro

Sabes todas aquelas dicas de decoração que usam garrafas de vidro e que tu ficas a pensar que são tão bonitas, mas que não sabes como cortar as garrafas de vidro?
Agora já não tens mais desculpas para não fazer as criações com garrafas de vidro recicladas.
Deixamos aqui o passo a passo com todo o processo para poder cortar garrafas de vidro.
Sempre servem para alguma coisa. Pois é, ainda bem que as guardo, pois segue passo a passo de como cortar esses potes e fazer um lindo vaso para enfeitar a tua casa
Material:
- Garrafa ou pote de vidro
- Barbante
- Fósforo
- Tesoura
- Álcool
- Balde com água

Siga o passo a passo
1º – Enxarca um barbante com o álcool Liquido.
3º – Coloca água (dentro da garrafa ou do pote) na mesma altura do barbante.
4º – Encha um balde de água, para receber a garrafa ainda com fogo.
5º – Coloca fogo no barbante que esta amarrado na garrafa, coloca a garrafa no balde de água na altura do barbante e segure por 20 segundos.
6º – tenta dobrar a garrafa, ela vai partir no local do barbante.
7º- Agora lixa com uma lixa d’água comum para dar um acabamento melhor.

Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

Fonte: temperado

Como Tirar e Evitar Manchas na Madeira

Quando as visitas aparecem em casa para um jantar, alguém sempre se esquece de usar a base de copos.
Resultado: móveis de madeira manchados por causa da humidade.
Ao contrário do que se pensa, essas marcas podem ser removidas com algumas dicas simples de limpeza.

A melhor maneira de evitar as manchas de copos é investir na proteção. Passe cera, ou verniz nos móveis de madeira periodicamente. Esses produtos protegem o material, fazendo uma barreira contra a sujidade, água e luz solar.
Outra dica é investir nas toalhas de mesa. Se não gosta das de tecido, ou não quer esconder a linda madeira da mesa por baixo delas, a solução é a lona transparente. Fácil de ser encontrada nas lojas, a lona transparente protege a mesa contra a humidade. Ela também é muito prática para cobrir móveis de jardim e churrasqueira, que ficam mais expostos ao sol e à chuva.
Agora, se o seu móvel já está manchado, a dica é hidratá-lo. Umedeça uma flanela macia com óleo de cedro e aplique na região uma vez por semana. Com o tempo, o óleo vai penetrar na madeira, hidratando seu interior e removendo as marcas visíveis.
Outra boa dica é usar o calor para deixar o móvel novo em folha novamente. Coloque um pano fino sobre a mancha e com um ferro de passar, ou um secador de cabelos, centralize o calor sobre o local desejado, pelo tempo que for necessário. Depois, passe uma quantidade generosa de lustra móveis para dar brilho.

Manchas profundas
Depois de certo período, as manchas ficam impregnadas nos móveis, sendo impossível retirá-las com técnicas superficiais. Nesses casos, é preciso lixar toda a peça com uma lixa para madeira até que o ponto em que a mancha desaparecer. Depois, aplique duas camadas de verniz, ou cera.


Fonte: lartotal

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Espinhas: Mitos e Verdades

Embora muita gente confunda acne com espinha (que é uma acne), mas uma acne pode se manifestar de diversas formas, ou seja, ela é uma dermatose que provoca o surgimento de cravos, espinhas, cistos, caroços e cicatrizes. Não chamamos uma única espinha de acne, mas, sim, o conjunto dessas manifestações, que são mais comuns na adolescência, e saiba que a acne é considerada uma doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e atinge mais de 18 milhões de pessoas entre 13 e 18 anos, quase 80% da população jovem brasileira. E não dá para subestimar essa doença já que a mesma acaba por causar problemas sérios de autoestima e extrema timidez, pois bem, mas embora ela seja bastante comum, existem muitos mitos e equívocos envolvendo o assunto, e é isso que mostraremos abaixo, alguns mitos e verdades sobre as espinhas.


Mitos e Verdades sobre as Espinhas

1 – A Acne não tem cura
MITO. Certamente, o tratamento irá variar de acordo com o grau da acne, havendo para aqueles casos mais complicados, antibióticos que aliviam o problema, regulando a produção de gordura pelo organismo, deixando a pele menos oleosa. Mas, nem é preciso lembrar que esse tipo de medicamento só pode ser usado quando for indicado por um profissional.

2 – As espinhas só atinge os adolescentes, desaparecendo na fase adulta.
MITO. Embora, geralmente, a acne apareça durante a adolescência, por causa dos hormônios que estão em profunda ebulição, isso não quer dizer que adultos não tenham acne, e mais, o quadro pode durar da adolescência até a fase adulta ou ainda aparecer mais tarde, porém, é preciso tratar a acne logo no início, para que não resulte em cicatrizes ou até venha a se transformar em um problema crônico e mais, não pense que esse problema não aparece em crianças, pode aparecer, inclusive, em bebês e crianças, constituindo a acne infantil.



3 – Ansiedade e stresse pioram as espinhas.
VERDADE. Muita calma nessa hora, pois a ansiedade e, principalmente, o estresse podem sim, agravar, e muito o surgimento das espinhas.

4 – Chocolate causa espinhas.
MITO. Embora isso seja muito divulgado, até o momento não há estudos científicos que comprovem que qualquer alimento específico, inclusive o chocolate, tenha relação com a acne.

5 – Alguns medicamentos podem desencadear as espinhas.
VERDADE. Infelizmente, alguns medicamentos podem sim, induzir quadros de acne, conhecidos como erupções acneiformes, tais como os corticoides, vitaminas do complexo B, lítio, isoniazida, entre outros.

6 – A Acne pode ser genética
VERDADE. Algumas pessoas produzem mais gordura sebácea do que outras, assim, se seus pais tiverem muita acne, as chances de você ter também são grandes.

7 – Lavar o rosto pode aumentar o problema
MITO. A higiene é sempre fundamental, por isso, lavar a pele ainda é um dos tratamentos mais eficazes contra a acne, e deve ser duas ou três vezes por dia, com um sabonete específico, para ajudar a diminuir a oleosidade e a manter os poros sempre limpos, ou seja, aposte nesse hábito.

8 – O sol ajuda a combater à acne.
MITO. Por muitas vezes ocorrer uma melhora inicial nas lesões inflamatórias, muita gente acha que o sol faz bem, mas, na verdade, não há evidência científica direta de que o sol melhore as espinhas.

9 – Maquiagem pode dar ou piorar as espinhas
VERDADE. Muitos produtos, aparentemente inocentes, como corretivo, pó e blush, podem sim, obstruir os poros, fazendo com que inflamem mais facilmente e isso pode resultar em uma pele acneica. Por isso, a dica é sempre limpar bem a pele com demaquilante, especialmente antes de dormir.

10 – O clima pode interferir na qualidade da pele.
VERDADE. Infelizmente, para quem gosta do verão, o suor causado pelas altas temperaturas, associado ao uso de filtros solares gordurosos, podem piorar, e muito, a oleosidade da pele




Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Como Alimentar seu Filho em cada Fase da Infância





Uma das nossas principais preocupações é se as crianças estão comendo bem. E nessas horas, não é só uma alimentação saudável que faz a diferença: é importante saber também se estás aoferer a melhor refeição para aquela fase pela qual teu filho está a passar.
Depois dos seis meses de idade, aos poucos vais introduzir papas doces e sopas na alimentação do bebé. Depois, as papas salgadas e, mais tarde, alimentos sólidos. Mas o sistema digestivo dele ainda não está pronto para receber alimentos mais pesados e gordurosos. Veja o que os nutricionistas recomendam para cada fase da alimentação do teu filho.
Até seis meses
Esta é a fase do aleitamento materno exclusivo, ou seja, o bebé não deve ter contato com outro tipo de alimentação a não ser o leite materno, que já contém os nutrientes necessários e suficientes para o desenvolvimento. Nada de água, chá ou sumos.
Uma opção para as mães que trabalham fora e precisam deixar os filhos em casa é usar bombas de extração e guardar o leite no frigorifico. Assim, os períodos de amamentação podem ser mantidos mesmo com a mãe fora de casa. Para quem preferir as fórmulas lácteas, por exemplo, é sempre bom consultar o pediatra antes de começar.

De seis meses a um ano
É nesta fase que a criança começa o descobrir os alimentos. Por isso é preciso insistir quando alguma novidade é rejeitada e procurar oferecer os alimentos de formas variadas. Os bebés só se acostumam com um novo gosto depois de experimentar de 10 a 12 vezes. A alimentação deve ser rica em carboidratos, ferro e proteína. Frutas, verduras, legumes, leite e derivados devem fazer parte da nova fase.
As frutas entram primeiro na ementa, amassadas como papinha e também os sumos. “Dê preferências às cítricas, como laranja, limão que são ricas em vitamina C. A laranja-lima costuma ter mais aceitação por conta do sabor”, explica Daísa Pinhal, nutricionista. E também podes fazer o sumo misturado com frutas, bater com cenoura ou tomate. Mas, segundo a nutricionista, é recomendado que os sumos  entrem no ementa pela manhã, entre as mamadas. E a quantidade recomendada é cerca de 30 ml.
O leite materno pode continuar sendo oferecido: a Organização Mundial da Saúde recomenda pelo menos até os dois anos de idade. Portanto nesta etapa é preciso saber intercalar os períodos de amamentação e as refeições. As frutas, como banana amassada, maçã raspadinha e papaia, podem entrar como lanche da tarde (não é indicado bater os alimentos no liquidificador porque perdem propriedades nutricionais). É importante respeitar o apetite da criança, que pode rejeitar no início.
Depois de aproximadamente um mês que as frutas foram introduzidas e a criança já está acostumada com o sabor doce (mas não com açúcar!), alimentos salgados podem ser introduzidos à rotina. Verduras, legumes (feijão, ervilha, lentilha, grão de bico) e carnes (frango, peixe ) podem ser apresentados à criança, que aos poucos começa a almoçar e jantar. No início, a consistência deve ser como um purê e aos poucos alguns pedacinhos vão invadindo o prato. E o ideal é a criança ainda mamar três vezes ao dia.
O que é bom evitar:
- clara de ovo
- mel
- alimentos gordurosos e muito condimentados
- açúcar
Para quem vai cozinhar as papinhas, a dica da nutricionista Daísa Pinhal é já fazer quatro porções e congelar. “Para armazenar, não pode esquecer de ferver o recipiente, inclusive a tampa e a colher que serão utilizadas. Coloque o alimento até a boca do panela para que não entre ar. Use uma bacia com gelo para resfriar e depois congele.”
Fase pré-escolar (1 a 6 anos)
Agora a criança já sabe mastigar e pode receber alimentos mais sólidos, além de mais variados. E a rejeição a alguns sabores pode ficar mais intensa. A partir de um ano, as crianças já conhecem os alimentos e são capazes de escolher o que mais agrada o paladar, além de sofrer diminuição do apetite. O ideal é que façam seis refeições por dia.
A nutricionista Roseli Ueno Ninomiya, afirma que nesta fase “é importante que sejam oferecidos alimentos ricos em ferro, como a carne bovina, suína, peixe e frango, vegetais. E para que o aproveitamento do ferro seja maior, os pais devem oferecer também alimentos como sumos de abacaxi e caju.
Não há muitas restrições nessa fase. A criança precisa conhecer mais sabores, experimentar mais e formar uma personalidade alimentar. “Mas o que vale para todas as idades é que os pais sempre devem orientar os filhos a terem opções saudáveis”, afirma Roseli.
Para ajudar as crianças a não perderem mais ainda o apetite, os pais devem valorizar refeições juntos à mesa, mostrando para a criança que pode ser um momento agradável. “Ela vai comer os alimentos saudáveis desde que os pais eduquem para isso”, diz a nutricionista. Não é indicado oferecer prémios em troca de comer toda a comida, como também não vale distrair a criança. Deixar a TV ligada só vai atrapalhar. E quanto mais líquido for ingerido durante as refeições, menos comida entra. E, por último, a fome é o melhor remédio.
A partir dos sete anos
Agora é a quantidade de alimento que deve aumentar. Se antes a criança recebia porções pequenas, agora o ideal é que coma cerca de duas a três colheres dos alimentos de cada grupo alimentar. “Precisa ter fonte de carboidrato, proteína animal e vegetal, e gorduras boas, como o azeite”, explica Roseli.
Na fase escolar a criança vai sofrer influências naturais na ementa. Os colegas da escola vão influenciar e os hábitos da hora do recreio também. Os salgadinhos,os doces podem se tornar os preferidos. É por isso que iniciar bons hábitos alimentares desde o início é essencial.



Fonte: revistapaisefilhos

Como Fazer um delicioso Arroz de Pato no Forno

Ingredientes (p/ 4 pessoas)
4 peitos de pato
2 chávenas almoçadeiras de arroz
1 chouriço de carne
150 gr de toucinho fumado
1 cebola média
3 dentes de alho
1 colher de sopa de polpa de tomate
½ dl de azeite
2 folhas de louro
Colorau q.b.
Sal q.b
Pimenta q.b.
Noz moscada q.b.

Preparação
Num tacho, coza os peitos de pato com bastante água, ½ do chouriço, as folhas de louro e ½ de toucinho fumado, cerca de 40-50 minutos.
Entretanto, faça um refogado com o azeite, a cebola e os alhos picados, deixe alourar e acrescente a polpa de tomate, deixe refogar uns minutos. Depois do pato cozido, coe e reserve o caldo e deixe arrefecer os peitos. Desfie os peitos, corte o chouriço às rodelas e o toucinho aos bocados e acrescente tudo ao refogado, adicione um pouco do caldo, para não queimar, e deixe os sabores se misturarem, acrescente o colorau e deixe ferver. Junte o arroz e deixe fritar uns minutos, em lume brando. Adicione o dobro da medida do arroz de caldo, tempere de sal, pimenta e noz moscada, deixe levantar fervura, depois reduza o lume e deixe cozer mais 10 minutos.
Num tabuleiro de ir ao forno, coloque todo o preparado e enfeite por cima com a outra metade do chouriço às rodelas e a outra metade do toucinho às fatias. Leve ao forno até ficar douradinho, cerca de 15-20 minutos.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...